Fique por dentro


Prefeitura de Porto Alegre lança Cartilha de Serviços, Ações e Descarte24/07/2015

Prefeitura de Porto Alegre lança Cartilha de Serviços, Ações e Descarte



Como forma de organizar os serviços do DMLU disponíveis à população e melhor orientar o descarte adequado dos mais variados tipos de materias, criamos uma cartilha. O material reúne informações de coletas, pontos de entrega de materiais e projetos, tudo separado por tipo de resíduo. 

Todo o conteúdo da cartilha está também disponível no site do DMLU, distribuído entre os links "Serviços", "Projetos e Ações" e outros. Entendemos que cada pessoa busca informações das formas mais variadas. Por isso, buscamos pensar nisso ao divulgar nossos serviços e ações. A cartilha é mais uma forma de acessar as informações, tendo como metas a separação e o descarte adequados dos resíduos, o aumento da geração de emprego e renda para o setor da reciclagem e a redução dos impactos ambientais e do volume de materiais ao aterro sanitário.  

Faça a sua parte: separe corretamente os seus resíduos! Esta é uma responsabilidade de todos nós!


Recicle Atitudes!



* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

ReciclaPOA 

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) busca há muitos anos e das mais variadas formas sensibilizar a população para o descarte correto dos resíduos sólidos. No dia 7 de julho de 2015, data em que Porto Alegre completou 25 anos de implantação da Coleta Seletiva, foi lançada a campanha ReciclaPOA, cujo foco é a ampliação da separação dos resíduos. Apesar de a cidade estar familiarizada com o conceito da separação, apenas 3% de todo o resíduo gerado na cidade (o que inclui resíduos domiciliares, públicos e outros) é efetivamente reciclado. 

 

Atualmente, cerca de 100 toneladas de recicláveis são recolhidas diariamente pelos caminhões da Coleta Seletiva e encaminhadas para as Unidades de Triagem, que empregam formalmente cerca de 800 pessoas. Se todo os porto-alegrenses separassem corretamente seus resíduos, aproximadamente 320 toneladas diárias estariam sendo encaminhadas para as UTs, gerando mais emprego, mais renda e reduzindo os impactos ao meio ambiente.

 



* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

COMO DESCARTAR 

 

Além da Coleta Seletiva, o DMLU oferece diversos serviços e ações para o descarte adequado dos mais variados tipos de resíduos. Veja a baixo: 


- RESÍDUOS DOMICILIARES: são compostos de resíduos orgânicos e rejeito. O recolhimento destes resíduos é feito de duas formas: pelos caminhões da Coleta Domiciliar (que passam três vezes por semana, de segunda-feira a sábado, com programação de dias e horários definida para cada rua da cidade) ou por meio da Coleta Automatizada. 


 

Desde julho de 2011, moradores de cinco bairros inteiros (Centro Histórico, Bom Fim, Cidade Baixa, Independência e Farroupilha) e parte de outros oito bairros (Praia de Belas, Menino Deus, Azenha, Santana, Rio Branco, Santa Cecília, Moinhos de Vento e Floresta) pode descartar seus resíduos domiciliares nos contêineres a qualquer hora do dia ou da noite, nos sete dias da semana. Até o fim de 2015, o número de contêineres na cidade irá dobrar, passando dos atuais 1.200 para 2.400. 

 

 


O que pode ser descartado para a Coleta Domiciliar e nos contêineres da Coleta Automatizada:

 

  • Resíduos orgânicos: todo resíduo de origem vegetal ou animal, ou seja, todo lixo originário de um ser vivo. Exemplos: restos de alimentos como carnes, vegetais, frutos, cascas de ovos, restos de poda, ossos, sementes, erva-mate, borra de café e chá, cinzas, restos de vegetação e galhos finos e dejetos de animais domésticos.

  •  
  • Rejeito: papel laminado, lacres de iogurte e requeijão, papel engordurado e sujo, papel higiênico, absorventes, fraldas descartáveis, cotonete, bituca de cigarro, espuma, etiquetas adesivas, lâmpadas comuns (incandescente), esponjas, lã de aço, tecidos de limpeza, porcelana, rolhas de cortiça, embalagens de remédio (plástico + papel alumínio).

* * * * * * * * * * * * * * * * *

 

- RESÍDUOS RECICLÁVEIS: basicamente todos os materiais feitos de plástico, vidro, papel seco e metal são reaproveitados. Entre eles, embalagens longa vida, arame, baldes, brinquedos, caixas em geral, canos e tubos metálicos e em PVC, cobre, copos descartáveis, garrafas pet, latas de alumínio, raio-x, isopor, plástico filme, bisnagas plásticas de alimentos, clipes e borracha. 
 

Estes são alguns dos materiais que podem ser dispostos para o recolhimento dos caminhões da Coleta Seletiva, que atendem 100% dos bairros, duas vezes por semana. No Centro Histórico, a Coleta Seletiva ocorre três vezes por semana. 


A partir do dia 26 de agosto, 100% das ruas da cidade terão Coleta Seletiva. O novo serviço também passará a atender três vezes por semana, além do Centro Histórico, a totalidade dos bairros Independência, Bom Fim, Farroupilha, Cidade Baixa, Auxiliadora, Mont’Serrat, Bela Vista, Moinhos de Vento, Rio Branco e Praia de Belas. Parte dos bairros Floresta, Santa Cecília, Santana, Azenha, São João, Higienópolis, Petrópolis e Menino Deus também terão o serviço três vezes por semana. 


A nova Coleta prevê ainda a execução dos serviços em dois turnos: diurno ou noturno. Será noturna e três vezes por semana nos bairros citados acima, atendidos pela coleta automatizada. Nas demais regiões da cidade, a coleta dos recicláveis será diurna e ocorrerá duas vezes por semana.


Antes da implantação do novo sistema, iremos divulgar os novos roteiros para consulta.  

 

  • Postos de Entrega Voluntária (PEV): Para quem não quer esperar o recolhimento pelos caminhões da Coleta Seletiva ou não é atendido pelo serviço, há 44 PEVs distribuídos na cidade.
  • Troca Solidária: O projeto visa incentivar a separação dos resíduos nas comunidades carentes da cidade. A iniciativa prevê a troca de cerca de 4kg de resíduos recicláveis por 1kg de hortifrutigranjeiros ou livros. 
  •  
  •  Unidades de Triagem (UT): Poucas pessoas pensam ao jogar os recicláveis fora que todo o material disposto para a Coleta Seletiva será manuseado por centenas de pessoas. Após a coleta pelos garis, 100% dos recicláveis recolhidos são distribuídos entre as UTs, conveniadas com o DMLU e geridas por associações e cooperativas de catadores. Nos galpões, distribuídos pela Capital, os materiais são separados por categorias, prensados, agrupados em fardados e, posteriormente, vendidos para a cadeia da reciclagem.  

    Cerca de 800 pessoas vivem formalmente da remuneração obtida a partir do trabalho nos galpões. Apesar de manusearem os resíduos com luvas, estes trabalhadores enfrentam diversos problemas, como o recebimento de materiais cortantes e perfurantes e de grande quantidade de resíduos orgânicos. A matéria orgânica provoca mau cheiro e a proliferação de insetos e roedores. Antes de entregar seus materiais recicláveis para a Coleta Seletiva procure limpá-los. A forma mais sustentável de fazer isso é utilizar o guardanapo usado durante as refeições e a água de enxágue das louças para lavar os materiais que serão entregues. Cortantes e perfurantes devem ser devidamente embalados em jornais ou dispostos em caixas. A responsabilidade por nossos resíduos não termina na porta de casa. Colabore! Recicle atitudes!
  •  * * * * * * * * * * * * * * * * *
     

- RESÍDUOS NÃO RECOLHIDOS PELAS COLETAS REGULARES: O DMLU disponibiliza para a população seis Unidades de Destino (UDC) para o descarte adequado de resíduos que não podem ser recolhidos pelas coletas automatizada, domiciliar e seletiva. As UDCs recebem madeira, móveis velhos, colchões, terra, entulho, caliça, cerâmica, sucata de ferro, eletrodomésticos, eletrônicos, resíduos arbóreos e diversos materiais que muitas vezes acabam sendo descartados irregularmente em locais públicos.
 

As Unidades de Destino Certo não recebem lixo orgânico e resíduos perigosos, como lâmpadas fluorescentes, medicamentos vencidos. Como estes pontos se destinam apenas a pequenos geradores, não são aceitos descartes maiores do que 0,5 metro cúbico por dia ou mais que quatro pneus por pessoa.


Horário de Funcionamento: de segunda-feira à sexta-feira, das 7h30 às 17h, e aos sábados, das 7h30 às 12h.

 

  • UDC CRUZEIRO DO SUL: Av. Cruzeiro do Sul, 1.445 - Bairro Cruzeiro do Sul -  Fone: 3231-6064
  • UDC CARVALHO DE FREITAS: Rua Carvalho de Freitas, 1.012 - Bairro Glória -  Fone: 3322-0340
  • UDC DIÁRIO DE NOTÍCIAS: Av. Diário de Notícias, 1.111 - Bairro Cristal -  Fone: 3311-4730
  • UDC BERNARDINO SILVEIRA DE AMORIM: Av. Bernardino Silveira de Amorim, 2.261 - Bairro Rubem Berta - Fone: 3386-2155
  • UDC CÂNCIO GOMES: Travessa Carmem, 111 - Bairro Floresta -  Fone: 3268-8330 - Horário de Funcionamento: de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h
  • UDC FÁTIMA PINTO: Rua Alfredo Ferreira Rodrigues, 975 – Bairro Bom Jesus - Fone: 3367-3777
     

•           Coleta Certa e Coleta Eventual: Estes serviços são disponibilizados pelo DMLU como forma de facilitar o descarte adequado de resíduos para quem não tem facilidade de deslocamento até alguma Unidade de Destino Certo. Estes serviços não são gratuitos e devem ser solicitados pelo 156. O valor do serviço depende da quantidade de resíduos a serem descartados

 

•           Bota-Fora: O projeto visa facilitar o descarte correto de resíduos que não são recolhidos na coleta diária em comunidades carentes. Ao todo, 204 comunidades carentes são atendidas duas vezes ao ano. Caminhões do DMLU percorrem as ruas das comunidades atendidas. A divulgação ocorre porta-a-porta e em espaços públicos. Os moradores devem deixar o material em locais que permitam a entrada de caminhões na noite anterior ao recolhimento ou até as 7h30 do dia do Bota-Fora. O início da ação nas comunidades acontece no horário de chegada do caminhão, em torno das 8h, com previsão de término às 17h. O caminhão passa nas comunidades até todo o resíduo ter sido recolhido, podendo assim ultrapassar um dia. 
* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

- ÓLEO DE FRITURA: o DMLU possui 92 Postos de Entrega de Óleo de Fritura (PEOF) distribuídos pela cidade. Recomenda-se colocar o óleo em recipientes como garrafas de plástico ou vidro para entregá-lo em um desses pontos. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (51) 3289-6987 e 3289-6904.


* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

 

 

 

- RESÍDUOS ELETRÔNICOS: Porto Alegre possui cinco pontos fixos de recebimento de resíduos eletrônicos à disposição da população.

  • DMLU – Conceição: rua Alberto Bins, s/nº (embaixo do Viaduto da Conceição). Telefone: (51) 3226-1950
  • DMLU - Seção Norte: Travessa Carmen, 111. Telefone: (51) 3268-8330
  • Procempa: Av. Ipiranga, 1.200. Telefone: (51) 3289-6336
  • DMLU - Capatazia da Glória: Rua  Carvalho de Freitas, 1.012. Telefone: (51) 3332-0340
  • Loja Leroy Merlin: Av. Sertório, 6.767 

 

•           Coleta Itinerante: Além dos pontos fixos, o DMLU realiza a Coleta Itinerante de Resíduos Eletrônicos, em parceria com a empresa Otser e o Sindilojas. Este projeto ocorre aos sábados, quando um caminhão é estacionado em locais previamente definidos para o recolhimento de computadores, CPUs, monitores, teclados, cabos, estabilizadores e demais acessórios afins e eletrodomésticos obsoletos.

 

•           Unidades de Destino Certo: os eletrônicos fora de uso também podem ser levados até uma das seis Unidades de Destino Certo.

 

* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

- PILHAS E BATERIAS: Porto Alegre possui 42 postos de entrega de pilhas e baterias. A iniciativa é do Programa ABINEE Recebe Pilhas, ação conjunta de fabricantes e importadores de pilhas e baterias portáteis.


* * * * * * * * * * * * * * * * *

- PNEUS: Conforme a Resolução 416/2009 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), fabricantes, importadores, remoldadores e reformadores têm responsabilidade sobre a destinação de pneus e demais artefatos pneumáticos inservíveis. A recomendação é que, ao realizar a troca de pneus, os materiais velhos sejam deixados aos cuidados da empresa revendedora. Há ainda possibilidade de entrega de até 4 pneus por pessoa em uma das Unidades de Destino Certo da Capital. Além disso, a Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos dispõe de um ponto para entrega voluntária de pneus inservíveis em Porto Alegre: Av. Plínio Kroeff, 2050 - Telefone: (51) 8412-7574.

* * * * * * * * * * * * * * * * *

- REMÉDIOS VENCIDOS: Devido a modificarem estados de saúde humana e animal, os residuais de medicamentos são considerados como resíduos perigosos. Os laboratórios farmacêuticos do  Rio Grande do Sul, em cumprimento à Lei Estadual 10.099/1994, devem receber os residuais em retorno. Já a Lei Municipal 11.329/2012 garante a todo cidadão a devolução dos medicamentos vencidos aos estabelecimentos farmacêuticos, que terão por obrigação encaminhar tais a um tratamento especializado.



* * * * * * * * * * * * * * * * *

- LÂMPADAS FLUORESCENTES: as lâmpadas queimadas devam ser entregues (devolvidas) para as lojas que as comercializam, preferencialmente onde foram adquiridas. As empresas e redes autorizadas de assistência técnica que as distribuem são responsáveis legais pela destinação final segura que a elas deve ser dada. Não quebre a lâmpada. 



* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

- GESSO: Há um empreendimento em Porto Alegre licenciado a receber gesso residuário.   Sebanella: (51) 3051-2808 e 9904-8278.



* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

- RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL / CALIÇA: a responsabilidade pelo descarte de resíduos da construção civil é do próprio gerador. O DMLU, porém, oferece opções de descarte correto para pequenos geradores. Para volumes máximos de até 0,5 metro cúbico por dia, é possível descartar caliça nas Unidades de Destino Certo.

 

Além disso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smam) mantém lista de empresas licenciadas para receber este tipo de resíduos. 


* * * * * * * * * * * * * * * * *
 

- SERINGAS: No caso específico das pessoas obrigadas a autoministrarem-se injetáveis, bem como aquelas que produzem quaisquer outros resíduos de característica infectante por obrigatório de tratamento de saúde, a Prefeitura possui pontos de recebimento destes materiais nos postos de saúde. Basta acondicionar adequadamente os resíduos e encaminhar ao posto mais próximo.

 

 

FONTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE / DMLU

Todas Notícias

08/02/2017 - lei 53202/16 - RS
21/01/2016 - Lei Anti corrupcao