Fique por dentro


o lixo que não é lixo 27/05/2015

Novos hábitos nas residências impulsionam a grande onde de reciclagem, indispensável na luta contra o aquecimento global. Embalagens de alimentos e produtos de limpeza, caixas, brinquedos , bolas de futebol e basquete. Sobram pilhas de roupas, cabides, baldes, garrafas, livros de todo tipo. Pequenas ações podem definir o futuro do planeta. Não podemos crescer economicamente nos mesmos padrões dos países ricos. Eles concentram 20% dos habitantes da Terra e consomem 60% de toda matéria industrial. Em 20 anos, a população mundial cresceu 40%, mas o consumo de plástico aumentou 200%. O de cimento, 77%. É um ritmo insustentável, contra a qual tem que surgir novos hábitos, tanto em casa como nas empresas. Nas indústrias, a reciclagem substitui o uso de matéria-prima virgem, como o petróleo, sempre extraída da natureza com impactos ambientais. Em tempos de aquecimento global, separa o lixo é importante poque diminui a quantidade de resíduos despejada em aterros e lixões, onde há liberação de metano - um dos gases de efeito estufa. Recebendo menor volume de materiais reaproveitáveis, os aterros sanitários - uma solução cara - têm maior vida útil. Fonte:Revista Horizonte

Todas Notícias

08/02/2017 - lei 53202/16 - RS
21/01/2016 - Lei Anti corrupcao